Quem?

O capitulo da IGDA de São Paulo (IGDA-SP) é feito para, e só existe pelos seus associados, ou seja, nós mesmos – desenvolvedores e estudantes de jogos digitais. Aqui podemos juntar nossas forças para realizar atividades que venham beneficiar nossa industria e defender nossa profissão.

Nosso capitulo é formado por um Corpo Diretivo, órgão deliberativo da entidade, e pelo Conselho Consultivo que subsidia a Diretoria com informações e na execução de ações que envolvam a IGDA-SP.

Gestão IGDA-SP – ago/2016 a ago/2018

Corpo Diretivo

Chair/Presidente: Marcos de Paula Gonçalves.

Engenheiro de Controle e Automação e pós-graduado em Games: Produção e Programação, além de ter cursos de aperfeiçoamento em Processo de Criação 3D e Gerenciamento de Projetos com PMBOK. Possui experiência em desenvolvimento de embalagens, automação de linhas de produção alimentícia e petroquímica, gestão de projetos, game design, QA & game testing. Desde 2012 integra o Capítulo São Paulo da IGDA, tendo participado ativamente de organização de eventos como o espaço indie na X5MA (2014), espaço para estúdios de jogos na CCXP 2015, game jam na Campus Party 2015, SPJam 2015 e 2016, IGN Game Jam 2016 e sessões de postmortem no SBGames 2016. Assumiu a posição de chair do Capítulo para o período de agosto de 2016 a agosto de 2018.

Vice-Chair: Reinaldo Ramos (MasterRey) , QUByte Interactive/PUC-SP/SENAC-SP/Faculdade Melies.

Desenvolvedor de jogos, professor e doutor em Tecnologias da Inteligência e Design Digital. Formado em Ciência da Computação e atuando como diretor de tecnologia da QUByte Interactive, da qual é um dos sócios fundadores. Com experiência em desenvolvimento de jogos para Nintendo Wii e participando ativamente na área acadêmica como professor e pesquisador especificamente para os cursos de desenvolvimento de jogos em universidades como SENAC-SP, PUC-SP e USP (Politécnica), mantém uma visão da academia e de desenvolvimento industrial de games. Ao longo desta jornada, sua preocupação sempre foi a de entender a indústria de jogos digitais e seu comportamento.

Por que está envolvido com a IGDA?

“Acredito que a troca de experiência entre os desenvolvedores é algo crucial para a maturidade da indústria de jogos digitais do pais, e a IGDA é o meio mais importante de comunicação entre os mesmos, desta maneira é muito importante participarmos ativamente deste grupo e assim, mantermos juntos os desenvolvedores. ”

Diretor Acadêmico: Alan Carvalho, Fatec São Caetano do Sul/Faculdade Impacta.

Professor e Coordenador de Cursos na Fatec São Caetano do Sul e na Faculdade Impacta. Avaliador de cursos presenciais e à distância do INEP/MEC. Mestre em Tecnologia pelo Centro Paula Souza, Pós-graduado lato sensu em Jogos Digitais pela FMU e em Docência do Ensino Superior pela Universidade Cândido Mendes. Tecnólogo em Processamento de Dados pelo Centro Universitário Paulistano. Atua profissionalmente em TI desde 1986 e com Treinamento e Educação desde 1989. Autor de livros na área de Tecnologia da Informação. Jogador mediano de fliperama, arcades, Telejogo, Atari e TRS-80 nos anos 80, presenciou a quebra de vários joysticks em campeonatos de Decathlon. Passou a pesquisar sobre jogos em 2007 quando ingressou na Fatec São Caetano do Sul, onde coordena o curso de Tecnologia em Jogos Digitais. É associado da IGDA desde 2010 e atua no Capítulo São Paulo desde 2012.

Por que está envolvido com a IGDA?
“Como docente e coordenador de cursos de Jogos Digitais, preocupo-me com a formação de profissionais qualificados para um setor com potencial possibilidade de crescimento. Assim, torna-se essencial a existência de uma associação de profissionais que promova ações efetivas, como a IGDA-SP.”

Conselho Consultivo

Luiz Ojima Sakuda, FEI/Fundação Vanzolini/POLI-USP/Abragames.
Professor do Centro Universitário da FEI, da Fundação Vanzolini e doutor em Engenharia de Produção da POLI-USP. É conselheiro da Abragames, conselheiro do Capítulo São Paulo da IGDA e sócio da NeuroGames. Fez bacharelado em administração pública e mestrado em administração de empresas na FGV-EAESP. Fundou e mantém desde 2000 diversas comunidades virtuais, incluindo um grupo sobre capital empreendedor no LinkedIn. Anteriormente, foi consultor de empresas, professor dos programas de pós-graduação do ITA, da BSP e da FGV, gerente de inovação da Fábrica Livre, sócio da Globond International, sócio da Orbe Investimentos e diretor de negócios da Yavox Latin America.


Gestão IGDA-SP – ago/2014 a ago/2016

Corpo Diretivo

  • Chair/Presidente: Reinaldo Ramos.
  • Vice-Chair: Luiz Ojima Sakuda.
  • Diretor Acadêmico: Alan Carvalho.
  • Diretor de Parcerias: Jay Santos, Unity.
  • Diretor Financeiro: Fabio Musarra, PUC-SP/Senac-SP.

Coordenadores de Área

  • Marketing/Comunicação: Davison Carvalho e Chris Higa.
  • Eventos: Mario Madureira, Marcos Gonçalves e Stiven Valério.
  • Parcerias: Juliano Alves.
  • Administrativo: Erick Varzot.

Gestão IGDA-SP – out/2012 a ago/2014

Corpo Diretivo

  • Chair/Presidente: Marcelo Tomita (até ago/2013), depois Almiro Carvalho Junior.
  • Vice-Chair: Florência Silberstein (até jul/2013).
  • Comunicação e Marketing: Florência Silberstein.
  • Jurídico: Diego Bellini.
  • Relação com Empresas: Paulo Luis Santos.
  • Acadêmico: Alan Carvalho.

Conselho Consultivo

  • Kao Tokio.
  • Marcelo Tomita (a partir de ago/2013).
  • Reinaldo Ramos.
  • Renan Amaral.

Apoio Técnico

  • Charles Alves.